Ópera

O Caso Makropulos no Theatro São Pedro.

Algo inédito para uma ópera de Leoš Janáček (1854-1928): O Caso Makropulos, sua penúltima ópera, que estreou em dezembro de 1926 em Brno, se inicia com uma longa abertura. Longa para os padrões de Janáček: conta com menos de 6 minutos. Nela são perceptíveis três camadas: um ostinato – técnica abundantemente utilizada pelo compositor –… Continuar lendo O Caso Makropulos no Theatro São Pedro.

Ópera

La Clemenza di Tito no Theatro São Pedro.

É muito bem vinda a iniciativa do Theatro São Pedro de montar La Clemenza di Tito, a última ópera de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791). Quase inédita em São Paulo, a única produção paulistana de que se tem registro é a do próprio São Pedro, em 2015, em forma de concerto, sob a regência de Marcelo… Continuar lendo La Clemenza di Tito no Theatro São Pedro.

Ópera

Um Sucesso do Carnaval de Veneza: La Finta Pazza.

Um dos mais importantes eventos operísticos do ano está bem longe dos holofotes, dos live streaming e telas de cinema: a produção da Opéra de Dijon e da Opéra Royal de Versailles de La Finta Pazza, de Francesco Sacrati (1605-1650) com libreto de Giulio Strozzi (1583-1652) que abriu, no carnaval de 1641, a temporada do… Continuar lendo Um Sucesso do Carnaval de Veneza: La Finta Pazza.

Ópera

Der Rosenkavalier, Ópera em Três Tempos.

“Trata-se de um muito peculiar entrelaçamento de épocas, destinadas, aliás, a se unirem com uma terceira, que é o período que o leitor um dia talvez aproveite para tomar conhecimento do que comunico. Assim sendo, ele se defrontará com um triplo registro de tempos: o seu próprio, o do cronista e o histórico.” (Thomas Mann.… Continuar lendo Der Rosenkavalier, Ópera em Três Tempos.